VÍDEO-CASE

Entrega de valor em saúde na oncologia: o foco no paciente

Como um hospital oncológico, referência nacional para tratamento de câncer, aumentou o valor em saúde e garantiu recursos para sua sustentabilidade por meio do aumento de eficiência?

Assista ao case gratuito preenchendo os dados abaixo:

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Entendendo o case

O Hospital Erasto Gaertner é o “câncer center” da Liga Paranaense de Combate ao Câncer, referência no Sul do país em tratamento oncológico, que atualmente possui oito unidades assistenciais. Devido à sua representatividade, possui números expressivos: 2 milhões de procedimentos anuais, 14 mil internamentos, 9 mil cirurgias, 300 mil aplicações de radioterapia e 88 mil doses de quimioterapia.

 

Este é o primeiro câncer center do Brasil a utilizar a metodologia DRG Brasil, iniciando o projeto em 2019 por meio da parceria com a ISEE Consultoria. A integração dos dados do hospital com a plataforma foi um ponto muito importante para ajudar na implantação e ganhar potência a nível de informações. O trabalho em conjunto trouxe impulsionamento tecnológico, métricas validadas para avaliação da eficiência e revisão sistêmica do modelo assistencial com foco nos 4 Alvos DRG Brasil.

 

A instituição realiza ações de educação continuada tanto para os codificadores quanto para a equipe assistencial, o que contribui para um aumento do seu índice de Qualidade da Codificação clínica (IQCC). Os fatores determinantes para a melhoria dos resultados foram, além da capacitação, a implantação de: registros com informações estruturadas para integração de informações, fluxo de validação das informações básicas para o preenchimento da AIH; sumário da alta; codificação a beira-leito, entre outros. Desde 2019 foram executadas ações com foco nas oportunidades de melhorias identificadas para diminuir as readmissões não planejadas, tempo de permanência e as ICSAP’s, e para tanto foram elaborados protocolos assistenciais como o do idoso frágil e da infecção do trato urinário.

 

Em 2020 foi criado um painel de indicadores de monitoramento da jornada do paciente que são acompanhados just in time, além da estruturação do Escritório de Valor, unindo a equipe de DRG, CCIH, experiência do paciente e custos. A diretora Carla Martins relata que, em relação aos resultados do ano de 2020 tendo como referência o período anterior, foi possível observar:


·        diminuição da ineficiência do uso do leito de 6% em DRG’s cirúrgicos e de 16% em DRG’s clínicos;

·        redução de 2.100 diárias de internação preveníveis com uma melhor utilização do leito;

·        utilização eficiente de aproximadamente um milhão e meio de reais.


Com esse excepcional desempenho, foi possível identificar entrega de valor a todos os players do sistema, trazendo benefícios para o hospital, para a fonte pagadora e especialmente para o paciente e seus familiares, que são o foco principal de todo o trabalho do Erasto Gaertner, da ISEE e da plataforma Valor em Saúde Brasil.

Quero assistir ao vídeo-case

Valor em Saúde Brasil © 2021. Todos os direitos reservados.

Política de privacidade